Logon

Newsletter

No Radar - 13/02/2019

Quanto tempo leva o pagamento de uma indenização do seguro de vida?

Após o recebimento da documentação, órgão regulador estabelece prazo máximo de 30 dias para o pagamento

Ampulheta e calendário representam tempo de análise para o pagamento de uma indenização de seguro de vida

Um processo de inventário pode se arrastar por meses – ou até anos – até que os herdeiros consigam receber a herança a que têm direito. A demora tem tornado cada vez mais comum a procura por soluções que agilizam o recebimento de valores, com muito menos burocracia.

A busca por liquidez tem sido preenchida pelo seguro de vida individual, o qual não se enquadra como herança nos processos de inventário. Desse modo, o pagamento da indenização deve ocorrer em, no máximo, 30 dias após a seguradora receber todos os documentos necessários.

O prazo é uma determinação da Resolução nº 117/2004 do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e da Circular nº 302/2005 da Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão regulador do setor. Na prática, as seguradoras podem realizar o pagamento muito antes dos 30 dias: na Prudential do Brasil, os beneficiários da apólice, em vários casos, recebem os valores devidos em até cinco dias úteis.

Requisitos para o pagamento de seguro de vida

É importante lembrar, no entanto, que o prazo somente começa a contar após a entrega de toda a documentação prevista pela seguradora.

Para realizar o pedido de indenização, o primeiro passo é comunicar a seguradora por escrito assim que ocorrer um evento que dê direito ao benefício. Essa etapa pode ser feita pelo próprio segurado ou por seus beneficiários, dependendo da situação.

Em seguida, é preciso comprovar a ocorrência do fato e todas as circunstâncias relacionadas. Por isso, as seguradoras costumam exigir alguns documentos antes de fazer o pagamento. Nos casos envolvendo morte, por exemplo, podem ser solicitados:

  • Certidão de óbito do segurado;
  • Documento de identidade do segurado e dos beneficiários;
  • Documento assinado e carimbado por um médico, descrevendo a ocorrência do sinistro;
  • Histórico médico relevante;
  • Outros documentos comprobatórios.

O prazo para a realização do pagamento é o mesmo para casos de invalidez acidental e doenças graves. O que pode mudar, no entanto, são os documentos exigidos pela seguradora.

Nos casos de doenças graves, por exemplo, é necessário fornecer cópias de exames que comprovem as condições especiais do segurado. Por isso, para agilizar o recebimento do benefício é importante ler com atenção as condições gerais antes de entregar todos os documentos necessários em cada ocasião.

Casal e corretor de seguros encaminham documentação para receber seguro de vida

Análise prévia de risco

Um diferencial oferecido pela Prudential do Brasil é a análise prévia de risco. Esta é uma etapa na contratação da apólice que pode envolver a realização de diversos exames de saúde, normalmente pagos pela própria seguradora.

Com o processo de análise prévia, é possível agilizar o pagamento do benefício e proporcionar tranquilidade para o cliente e seus beneficiários. Isso porque a seguradora já tem os dados do segurado, que prestou previamente suas informações clínicas e de saúde. Assim, respeitando-se as condições gerais do seguro, a indenização será paga mais rapidamente.

Vale ressaltar que, independentemente da realização de exames prévios, é fundamental que os segurados preencham o questionário de saúde com sinceridade, sem omitir qualquer informação, para que não haja problemas ou pendências para o pagamento do benefício.

Fonte: INFOMONEY – Especiais Seguro de Vida